En aquel Imperio, el Arte de la Cartografía logró tal Perfección que el Mapa de una sola Provincia ocupaba toda una Ciudad, y el Mapa del Imperio, toda una Provincia. Con el tiempo, estos Mapas Desmesurados no satisficieron y los Colegios de Cartógrafos levantaron un Mapa del Imperio, que tenía el Tamaño del Imperio y coincidía puntualmente con él. Menos Adictas al Estudio de la Cartografía, las Generaciones Siguientes entendieron que ese dilatado Mapa era Inútil y no sin Impiedad lo entregaron a las Inclemencias del Sol y los Inviernos. En los Desiertos del Oeste perduran despedazadas Ruinas del Mapa, habitadas por Animales y por Mendigos; en todo el País no hay otra reliquia de las Disciplinas Geográficas.
[Del rigor en la ciencia, Jorge Luis Borges]

2011-04-12

CRS nas Cartas Militares 1:250000

Para a escala 1:250000, as questões de datum não serão tão relevantes... mas em todo o caso, fica registado:

  • Carta Militar de Portugal - Série M586 - 1:250000
    • Esta série inclui 8 folhas para Portugal Continental. 
    • Segundo a  Cartoteca, existem as seguintes edições e datas de publicação:
      • 5ª edição, 2008
      • 4ª edição, 2005
      • 3ª edição, 1996 - 1998
      • 2ª edição, 1965 - 1968
      • e "As primeiras folhas desta série, que não chegaram a ser editadas, serviram provavelmente, de base de trabalho. Por esta razão, foi incorrectamente atribuída pelos serviços a menção de 2ª ed. às primeiras folhas publicadas"
    • Ainda segundo a  Cartoteca, o CRS utilizado é sempre o Gauss-Kruger, Elipsoide Internacional Datum Lisboa, Coordenadas Militares (epsg:20790).
    • Contudo, segundo os metadados associados ao Cartograma, na 5ª edição o datum mudou para WGS84. Fica a dúvida de qual o CRS correcto [o que também se aplica à 4ª edição, já que na série M888 à escala 1:25000 a alteração foi feita em 2001]. 
  • Carta Militar de Portugal - Série 1501G [GROUND]
    • Esta é uma série JOG [Joint Operations Graphics]. Existem 11 folhas para Portugal Continental.
    • Consultando a Cartoteca, encontram-se diferenças consoante a edição:
      • Para a 1ª edição (ES 1:250000 AND EDI ED. 1), surgem 10 folhas referentes a Portugal Continental, editadas de 1969 a 1972. Os registos referem uma Transversa de Mercator, datum europeu. Admitindo que seja a UTM, será o CRS ED50 / UTM zone 29N (epsg:23029).
      • Para a 1ª edição, não encontro na Cartoteca o registo da folha NK29-5, correspondente a Vigo, e que inclui parte do Minho.
      • Para a 2ª edição (ES 1:250000 AND EDI ED. 2), surgem 11 folhas, editadas de 1997 a 1999. O CRS é WGS84 / UTM zone 29N (epsg:32629). Creio que é a edição mais recente.
      • Esta informação é consistente com a disponível aqui.
  • Carta Militar de Portugal - Série 1501A [AIR]
    • Esta é uma série JOG [Joint Operations Graphics]. Existem 11 folhas para Portugal Continental, 1 folha para a Madeira (que não abrange as Selvagens) e 3 para os Açores. A base topográfica é idêntica à da série 1501G, mas existem diferenças na simbologia gráfica e elementos adicionais de apoio à navegação aeronáutica.
    • Os registos da Cartoteca não são totalmente completos em termos de CRS, mas, dado que a base topográfica é a mesma da série 1501G, é possível determinar o CRS. 
    • Para Portugal Continental, nas folhas publicadas de 1969 a 1982, é usado o ED50 / UTM zone 29N (epsg:23029). 
      • A 1ª edição da série 1501A é contemporânea da 1ª edição da série 1501G, com 10 folhas publicadas de 1969 a 1972. 
      • Existe ainda uma 2ª edição parcial com 4 folhas (Lisboa, Porto, Santarém e Faro) publicadas de 1976 a 1982.
    • Para Portugal Continental, nas folhas publicadas a partir de 2002, é usado o WGS84 / UTM zone 29N (epsg:32629). Suponho que tenha sido usada a 2ª edição da série 1501G como base topográfica. Contrariamente ao referido aqui, as edições das séries 1501A e 1501G não coincidem totalmente.
      • Em 7 folhas da 2ª edição (incluindo Vigo), publicadas de 2002 a 2003.
      • Em 4 folhas da 3ª edição (Lisboa, Porto, Santarém e Faro), publicadas de 2002 a 2003.
    • Para as Regiões Autónomas, encontro registos de cartas aeronáuticas, mas não da série 1501G. A descrição do CRS nos registos da Cartoteca é muito vaga: transverse Mercator projection"... as hipóteses mais prováveis serão:
      • Madeira (folha NI2813, editada em 1971): CRS Porto Santo / UTM zone 28N (epsg:2942)
      • Açores: grupo ocidental (folha NJ2503, editada em 1974, reimpressa em 2001): Azores Occidental 1939 / UTM zone 25N (epsg:2188)
      • Açores: grupo central (folha NJ2605, editada em 1974, reimpressa em 2004): Azores Central 1948 / UTM zone 26N (epsg:2189)
      • Açores: grupo oriental (folha NJ2609, editada em 1974, reimpressa em 2001): Azores Oriental 1940 / UTM zone 26N (epsg:2190)

Sem comentários:

Enviar um comentário